palavras, idiossincrasias, verbos
o imaginário de uma teuto-oriental tupiniquim

~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~


 
 

Domingo, Setembro 02, 2001

 
 

~13:10~

resposta a um amigo

loucuras de pé no chão
o contraste entre
o que passa
aquilo que permanece

nunca sempre
sempre nunca
talvez sempre
nunca nunca
sempre talvez?

desejos vontades
matizes multicoloridas
paradoxos
de céus, nuvens
subterfúgios

sem necessidades
o resumo da
liberdade

enfrenta a escuridão
precipita-se
a fúria contida
descobrir

líquidos inflamados
a linguagem
de lugares
esquecidos
naquilo que é quase
e poderia ser sempre

a lucidez pode ser
parda
o que é alvo pode
ser também negro

e as matizes
em prismas
descontruídos
alimentam imberbes
sonhos inertes

a tragédia
pode ser resumida
em apenas três atos
a poética
a arte imita a vida

"poesia é imitação"

simulacros
erguidos
em nome da
vida

o falso e o poeta
o bêbado e o equilibrista
a vida seria um
palco iluminado
numa tragédia
sem platéia

dissimulações
em ondas infinitas
amanhece a cidade
e com a alvorada
o shakespeare
de cada um:

"Somos a tal matéria de que são feitos os sonhos, e nossas curtas vidas são circundadas por um sono."

por kktanaka ~

 
 

 

 
 
~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~
Powered by Blogger