palavras, idiossincrasias, verbos
o imaginário de uma teuto-oriental tupiniquim

~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~


 
 

Domingo, Julho 08, 2001

 
 

~23:35~

mais montanha, mais mann

- O tempo absolutamente não tem natureza própria. Quando nos parece longo, é longo, e quando nos parece curto, é curto, mas ninguém sabe em realidade a sua verdadeira extensão. [...]

- Espere um pouco - disse Hans Castorp, levantando o índice à altura dos olhos turvos. - Você acha então que um minuto é tão longo como lhe parece, quando toma a temperatura?

- Um minuto é tão longo... dura tanto tempo quanto necessita o ponteiro dos segundos para dar uma volta completa.

- Mas esse tempo é muito diferente, conforme a sensação que experimentamos. E na realidade... eu digo: na realidade - repetiu Hans Castorp, apertando o índice contra o nariz, com tanta força que chegou a torcer a ponta - trata-se aí de um movimento, de um movimento no espaço; não é? Espere, não interrompa. Medimos, portanto, o tempo por meio do espaço. Mas isto é a mesma coisa que medir o espaço com o auxílio do tempo... O que fazem somente pessoas sem espírito científico. De Hamburgo a Davos são vinte horas; sim senhor, de trem. Mas a pé, quantas horas são? E no meu cérebro? Nem um segundo!
[...]
Que é o tempo, afinal?
[...]
Quer me dizer isto? Percebemos o espaço com os nossos sentidos, por meio da vista e do tato. Muito bem! Mas que órgão possuímos para perceber o tempo? Pode me responder essa pergunta? Bem vê que não pode. Como é possível medir uma coisa da qual, no fundo, não sabemos nada, nada, nem sequer uma única das suas características? Dizemos que o tempo passa. Está bem, deixe-o passar. Mas para que possamos medi-lo... Espere um pouco! Para que o tempo fosse mesurável seria preciso que decorresse de um modo uniforme e quem lhe garante que é mesmo assim? Para a nossa consciência, não é. Somente o supomos, para a boa ordem das coisas, e as nossas medidas, permita-me eta observação, não passam de convenções...
[pgs 93, 94]

por kktanaka ~

 
 

 

 
 
~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~
Powered by Blogger