palavras, idiossincrasias, verbos
o imaginário de uma teuto-oriental tupiniquim

~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~


 
 

Sexta-feira, Junho 29, 2001

 
 

~13:15~

sensacional:
coluna do ivan lessa no jb de hoje
um pau em fitas. todas. todas.
segundo o clark dá pra abrir uma
loja de armarinhos! boa. boa! :)

não sou muito a favor da onda política
observadores da imprensa atacando
veementemente as fitas como falta
de ética no jornalismo. mas realmente...
eita exploração! ooopa
será que tão gravando a nossa conversa?

lá vai a transcrição da fita -opa, da coluna- pq
o link se perde semanalmente...
[quando o povo do jornalismo
-opa, epa-
vai aprender a fazer navegação
direito? sou totalmente contra dar
copy and paste de textos jornalísticos,
mas me obrigaram. o uol é fechado e
o jb não sabe fazer navegação. tem dó!]


:.As fitas: enfim, toda a verdade! .:

Esta coluna, por motivos obscuros e inconfessáveis, e que além do mais não vêm ao caso, teve acesso às gravações de conversas telefônicas que, a uma ouvida superficial, indicam claramente que o interesse do público está em jogo. Somos gratos ao equipamento fornecido pela Sigilo's Gravations (ex-SNI), ao restaurante Don Domenico ("Onde a Itália vai ao encontro de seu paladar"), aos serviços de transportes Speed Car Connection's e a Dona Nair, por sua companhia agradável, seu papo inteligente e seus dotes de taquígrafa juramentada pelo extinto SNI. Gostaríamos de dedicar nossos esforços de reportagem a todos aqueles que, como Roberto Horta de Menezes (Estrada do Boi Pequeno, 36, Vargem Grande, Barra), foram um dia crianças _ dos 8 aos 80 anos.

Todos os nossos colaboradores preferem as perucas Fiszpan ("Nem o seu melhor amigo notaria a diferença!").

Primeira gravação: Jaguar e Ivan Lessa
Ivan Lessa - Alô?
Jaguar - (inaudível)
Lessa - (...) Então eu vou dar um corte nele! Ele é um n... que eu vou te contar, companheiro. Se você quiser ir nessa, deixa comigo que eu d... o l... na k...
Jaguar - (inaudível)
Lessa - Em que sentido?
Jaguar - O (inaudível) no (inaudível) um (inaudível)
Lessa - Sei... Interessante... E depois?
Jaguar - Na (inaudível)... (...) (inaudível) sapato (inaudível)
Lessa - Acho pouco provável. Em todo caso, você tem mais informaçõe s do que eu. Isso é uma ç... que ainda vai dar muito o que falar. (...) Eu vou ficando por aqui, meu nego.
Jaguar - Foi um prazer conversar com você depois de tanto tempo. Mi nhas recomendações extensivas à sua (inaudível)
Lessa - O quê? Hem? Alô! Alô! Pronto! Pronto!

Segunda gravação: Leitão Dondinho (3 anos, 25 quilos) e Anta de Tênis (l par só)
Leitão Dondinho _ Oinc! (...) Oinc! (...)
Anta de Tênis _ Não sei... (...) não sei... (...) não sei não...

Terceira gravação: Nelson Tanure e Fernando Henrique Cardoso
Nelson Tanure - Alô.
Fernando Henrique Cardoso - Alô.
Tanure - Quem fala?
FHC - É o presidente.
Tanure - Que presidente?
FHC - O presidente. Da República. Fernando Henrique Cardoso.
Tanure - Ah, queira desculpar. Foi engano. Eu queria falar com outr a pessoa.
FHC - Não tem de quê.
Tanure - O senhor foi muito gentil.
FHC - Não, o senhor é que foi muito gentil.
Tanure - Obrigado.
FHC - Por nada.
Tanure - (...)
FHC - (...)

Quarta gravação: Petrobras e Banco do Brasil
Petrobras - De onde falam?
Banco do Brasil - Banco do Brasil.
Petrobras - Escuta, vocês têm muito dinheiro aí?
BB - Opa! Dinheiro aqui é mato.
Petrobras - Me dá um pouco?
BB - Não.
Petrobras - Por quê?
BB - Porque não, ué.
Petrobras - Isso é sacanagem.
BB - Sacanagem é a sua mãe.
Petrobras - Vê como é que fala, ô cara!
BB - Vai se roçar nas ostras, safado!
Petrobras - Repete isso lá fora se você é homem!
BB - Eu não sou homem. Sou a Rosiméri.
Petrobras - Ah! Então, queira desculpar. Me diga uma coisa: você é loura ou morena?
BB - Qui, qui, qui...
Petrobras - Não, sério... Diz..
BB - Eu sou roxinha.
Petrobras - É o número que eu calço. Me fala agora: como é que você está vestida?
BB - Qui, qui, qui... Bem, eu estou de ...

Quinta gravação: Edélsio Tavares e Os Canadenses
Edélsio Tavares - Escuta, canadenses, diz aí: camarão tem b...?
Os Canadenses - What? I don't undestand!
Edélsio - Anderstândi é os tinflas. Agora me responde o seguinte canadenses: penico de barro - rá, rá, rá - enferruja?
Os Canadenses - No habla español.
Edélsio - Cê habla com meu hablo, canadenses?
Os Canadenses - I'm sorry but I am hanging up now.
Edélsio - No? No? Uêiti! Comi béqui! Shane! Shane!
O Espectro de Alan Ladd - (cantando. E muito bem) ... Cavalgar, ao luar... Sempre e seempre cavalgaaar...

Sexta gravação: Ricardo Boechat e um Indivíduo de Máscara
Ricardo Boechat - (...) Let us go then, you and I (...) the yellow dog that ...
Indivíduo de Máscara - Talvez, é uma possibilidade. O melhor é jogar claro.
Boechat - (...) Do I dare to eat a peach? (...) the bottom of my trousers rolled (...)
IM - Eu compreendo a posição dele. Mas em certas horas a gente tem que ser implacável. Caso contrário, o mundo seria um caos. (...)
Boechat - The chair she sat in like a burnished throne glowed benea th the (...)
IM - (...) Com uma coisa enorme na mão. Parecia (inaudível e incom ensurável)
Boechat - In my end is my beginning and in my beginning is my end.
IM - Então, um grande abraço. A gente se vê.
Boechat - Outro. Isso aí. Tchau.

Sétima e última gravação: Jader Barbalho e Cleto de Freitas
Jader Barbalho - Pronto.
Cleto de Freitas - Quem fala?
Jader - É o Jader.
Cleto - Ah, desculpe. Eu queria falar com Madame Yvonne, espírita e vidente.
Jader - Não é aqui não.
Cleto - Então me desculpe.
Jader - Não tem de quê.
Cleto - Passar bem.
Cleto - Até logo.
Jader - Bá-ai.
Cleto - Bá-ai.

por kktanaka ~

 
 

 

 
 
~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~
Powered by Blogger