palavras, idiossincrasias, verbos
o imaginário de uma teuto-oriental tupiniquim

~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~


 
 

Domingo, Maio 13, 2001

 
 

~14:57~

mais intimidade
desfiada nesse diário compartilhado...
dia das mães
não tenho vontade de ligar pra minha
que não se preocupa comigo
mas tenho a obrigação social de fazer
e sei que ouvirei lamentações e queixas
e lamúrias. "o aluguel tá atrasado, você
não pode pagar? estou doente, estou isso
estou aquilo, quero dinheiro pra isso, quero
dinheiro praquilo. faz 5 meses que não vejo
você. vc não se preocupa com sua família?"

mas quando preciso não é minha família
que eu procuro, que me ajuda...
só me explora...

como alguém pode não vestir armaduras
quando tem de se mostrar forte pra
seguir vivendo?

quando era aborrecente
lembro-me de como me sentia aterrorizada
ante a idéia de virar uma adulta fria como uma pedra...
de me fechar pro mundo de tão armada que poderia ficar

hoje as coisas são diferentes.
estou relativamente bem.
consegui seguir minha trilha apesar das "pedras no caminho"
mas me pergunto se minha profecia não se concretizou...
será que não me transformei numa pedra?
não me derrubo facilmente.
em quem eu realmente confio para compartilhar tudo?

já recomecei tantas vezes.
o que eu tenho de recomeçar agora?
acho legal ser uma pessoa que consegue tirar
sarro das próprias tragédias...
mas será que isso não é superficial também?

sem vontade de falar mais nada...

por kktanaka ~

 
 

 

 
 
~ ? ~ kk ~ archives ~ bookshelf ~ lyrics ~
Powered by Blogger